http://contextocronico.blogspot.com/

sábado, 20 de outubro de 2007

MEGABITH

...fescenino;
sem nuca de grilo
agora faz menino...

eu assino!

2 comentários:

Disguiser disse...

Megamenino da poesia que se move, uau!
Penso num livro mágico, cada vez que se abre os versos se dispõem de forma diferente, as poesias se movem, outras palavras se formam, outras vezes se espalham, as Figuras tb estão sempre em movimento explorando dos formatos...
Essa é Alice visitando o fantástico País de Atirandeletra.

:^D

atirandeletra disse...

Pegou né, a idéia de laboratório: as palavras e as coisas, cobaias de um ser tirano atirando pra todos os lados.